Comunicação / Notícias (outras)

Estado encaixou mil milhões de euros

A ministra das Finanças revelou que o Estado arrecadou mil milhões de euros - 200 milhões de contos - com a operação de recuperação de dívidas ao fisco e à segurança social, cujo prazo acabaria por vir a ser alargado.
Um alargamento inesperado, anunciado à última da hora e contrariando mesmo as anteriores afirmações que a ministra tinha proferido

A verba arrecadada corresponde a 300 mil portugueses, em grande parte pequenos e médios contribuintes, que não quiseram perder a oportunidade do perdão de juros para regularizar a sua situação fiscal.

Os mil milhões de euros que entraram para os cofres do Estado correspondem a apenas 10 por cento das dívidas globais ao fisco e à segurança social, que no caso das Finanças anda na ordem dos nove mil milhões de euros.

Manuela Ferreira Leite adiantou que o défice não deverá ultrapassar os 2,8 por cento, embora ainda lhe faltem "informações adicionais" para poder avançar com uma percentagem mais segura, advertindo, no entanto, que as receitas fiscais que vão entrar nos cofres do Estado nesta Segunda-feira, bem como as que deram entrada nos dias 2 e 3 de janeiro, já não vão ser contabilizadas para combater o défice de 2002.

Manuela Ferreira Leite falava em conferência de imprensa realizada no passado Sábado, em Castelo de Paiva, à margem da cerimónia de inauguração do monumento em memória das vítimas da tragédia da ponte de Entre-os-Rios.

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter