Comunicação / Notícias (outras)

Luís Filipe Menezes quer industriais a investirem no concelho
Apesar da crise no País, e em particular, no sector da Construção Civil, Luís Filipe Menezes considera que o concelho de Gaia está, neste momento, cheio de oportunidades para atrair o investimento dos industriais da construção, em seu entender, "as melhores de toda a Área Metropolitana do Porto".

Numa visita a algumas infra-estruturas ligadas às áreas da habitação, ambiente e lazer, na qual se fez acompanhar da AICCOPN e da Associação Comercial do Porto, o autarca de Gaia sensibilizou os industriais da construção civil para o investimento no concelho, sublinhando "é bom mostrar-se que, apesar da crise, em Gaia existem boas oportunidades de negócios a médio prazo e continua a fazer-se obras".

Num ponto Menezes obteve mesmo a concordância do presidente da AICCOPN.
Para Rui Viana o financiamento municipal é imprescindível para o relançamento da economia, que vive uma crise profunda.

A visita terminou na ETAR do Litoral (Madalena/Canidelo), onde o vice presidente da autarquia, Poças Martins, resumiu as transformações que o Programa Polis vai provocar na cidade.

As obras ao abrigo do Programa Polis vão percorrer toda a área compreendida entre a Ponte D. Maria até à Foz do Rio Douro.
Para já o principal "turbilhão" de obras vai avançar na Afurada, tendo em vista a revitalização desta zona piscatória, com a requalificação do porto de pesca, a reestruturação dos armazéns de arrumos de aprestos de apoio à actividade piscatória, a construção de um centro cívico e de uma nova igreja e a beneficiação de espaços públicos, que incluirá um novo campo de jogos e um parque verde.

As obras do Programa Polis, que garantem pelo menos 50 milhões de euros para Gaia, só deverão estar concluídas em 2006.
Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter