Comunicação / Notícias (outras)

Durão Barroso: Governo não vai "recuar um milímetro" no PEC

Durão Barroso acrescentou que este imposto "é necessário para a justiça fiscal e social" e que se "57% das empresas declara prejuízo, não é normal".

"Se os trabalhadores pagam (impostos) porque não hão-de fazê-lo as empresas?" - questionou ainda o chefe do Governo.

O prazo de pagamento da primeira prestação do Pagamento Especial por Conta (PEC) pelas pessoas colectivas termina nesta terça- feira (15 de Julho), vencendo a segunda prestação no mês de Novembro.

O PEC é calculado na base de um por cento sobre o volume dos proveitos e ganhos do ano anterior, deduzido de pagamentos por conta feitos no mesmo ano, com um valor mínimo de 1.250 euros.

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter