Comunicação / Notícias (outras)

Conjuntura - FEPICOP - Julho

Destaques

  • Produção de Habitação cai 7% no segundo trimestre.
  • Licenças para construção de habitação continuam em queda.
  • Mantém-se estimativa de quebra de 2,6% para o total da produção em 2007

Os dados disponíveis têm vindo a confirmar a tendência de agravamento do segmento de construção de Edifícios Residenciais, com os índices de produção FEPICOP a apresentarem quebras significativas. O decréscimo trimestral de 7% estimado pela FEPICOP para a produção neste segmento até ao final de Julho, reflecte, essencialmente, as quebras no licenciamento residencial que se vêm verificando há largos meses.

Os dados do crédito à habitação para o primeiro trimestre de 2007, divulgados pela Direcção Geral do Tesouro, confirmam esta tendência, com as variações homólogas do número e valor dos empréstimos contratados a situarem-se em -12% e -10% respectivamente. No entanto, a estimativa para a produção do Sector em 2007, que aponta para uma quebra de 2,6% mantém-se, devido ao comportamento mais favorável da Engenharia Civil, com o valor total adjudicado no primeiro semestre de 2007, a situar-se 41% acima do registado em igual período de 2006. Infelizmente para Portugal, o alegre cenário traçado pelo 2º relatório trimestral da Comissão Europeia não é extensível à economia nacional, e muito menos ao Sector da Construção. No entanto transcrevemos a frase inicial desse relatório, que ilustra bem o diferente andamento da economia nacional face às suas congéneres europeias: "Good times are here for the euro area".

Para consultar a globalidade da conjuntura, p.f. clique aqui.

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter