Comunicação / Notícias (outras)

Conjuntura FEPICOP - Abril
Em termos globais, no 1.º trimestre de 2008, o índice de produção do sector da Construção, calculado mensalmente pela FEPICOP, caiu 1,9%, em termos homólogos. Este valor reflecte essencialmente a quebra acentuada no segmento da construção dos edifícios habitacionais e o menor ritmo de crescimento no segmento da engenharia civil. Porém, apesar desta inflexão da curva de produção do sector no primeiro trimestre de 2008, continuamos a observar um acréscimo de 1,5% na variação anual da produção.

Os sucessivos anúncios de grandes investimentos em construção, feitos pelo Governo, e o forte aumento das promoções de obras públicas provocaram um acréscimo da confiança dos empresários que operam neste mercado. No primeiro trimestre do ano, apesar do claro abrandamento do ritmo de crescimento da produção do segmento de engenharia civil e de pouco se ter avançado, em termos de volume de obras adjudicadas, o índice de confiança respectivo subiu 16%, face ao período homólogo.

Efectivamente, face aos sinais positivos das intenções de investimento público anunciadas nestes primeiros três meses do ano, para uma clara recuperação do sector será fundamental a concretização dos investimentos previstos para o período de 2008 a 2017, que totalizam mais de 40 mil milhões de euros para infra-estruturas de base a que deverão juntar-se mais 12 mil milhões de projectos em áreas como o comércio, turismo e reabilitação urbana. Só desta forma será possível uma recuperação do sector da Construção, imprescindível a um novo ciclo de crescimento do País.

Para aceder ao resto da conjuntura, clique aqui.
Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter