Comunicação / Notícias (outras)

Conjuntura FEPICOP - Maio

Os indicadores de Confiança e do Nível de Actividade reportados pelos empresários da construção, subiram 6,5% e 8,3% respectivamente, o que revela uma clara divergência entre a situação actual, de novo a evoluir negativamente, e as perspectivas dos empresários nestes últimos três meses, consideravelmente mais favoráveis do que as reveladas no ano anterior.

Em Abril, o Índice de Produção FEPICOP do sector da Construção, manteve a sua trajectória de contracção, apresentando uma variação de -3,9%, em termos homólogos. Para este decréscimo contribuiu a manutenção das fortes quebras de produção ao nível do segmento residencial, bem como um abrandamento do ritmo de crescimento do segmento dos edifícios não residenciais privados e da engenharia civil.

O adiamento das decisões de investimento, quer por parte dos investidores privados, quer dos públicos em resultado da evolução decepcionante da economia tem conduzido ao abrandamento do ritmo de produção das empresas, colocando em causa a expectativa de retoma do sector da Construção iniciada a meio de 2007.

Salienta-se que, desde o início do ano, apesar de o valor das Adjudicações de Obras Públicas ter diminuído 18,3%, em termos homólogos, o valor dos Concursos Abertos aumentou 78%, gerando um potencial de produção, que a concretizar-se rapidamente, poderá provocar um crescimento mais intenso da produção do segmento de Engenharia Civil no segundo semestre de 2008.

Para aceder à conjuntura na sua totalidade, clique aqui.

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter