Comunicação / Notícias (outras)

AICCOPN Apoia Empresas na Procura de Novos Mercados

São cada vez mais as empresas portuguesas de construção que apostam na internacionalização da sua actividade e vão conquistando espaço em diferentes mercados dos vários continentes.

Esse esforço das empresas para suprirem além fronteiras a escassez de trabalho com que se confrontam há já vários anos a nível nacional tem sido acompanhado e apoiado pela AICCOPN que, através do seu Núcleo de Apoio à Internacionalização - NAI, " disponibiliza elementos sobre vários países, divulga oportunidades de negócio, promove encontros bilaterais, reclama apoios públicos e procura desenvolver uma política de aproximação a diferentes mercados-alvo", sublinha o seu Presidente, Reis Campos.

A experiência e competência da construção portuguesa têm sido reconhecidas por muitos países na Europa, em África, nas Américas e também na Ásia. As empresas nacionais, isoladamente ou agrupadas, têm ganhado concursos para a construção de estradas e pontes, barragens, redes ferroviárias, edifícios públicos, habitações, empreendimentos turísticos e muitos outros.

"Esta crescente presença de construtoras portuguesas nos mercados internacionais é, seguramente, uma tendência para continuar e que, mais cedo ou mais tarde, será seguida por outras empresas que ainda não tiveram oportunidade de trilhar esses caminhos", afirma com convicção o Presidente da Associação.

"Não obstante seja essencial a criação de condições para que o sector possa iniciar a retoma em Portugal, a internacionalização da construção portuguesa deve, porém, justificar um apoio mais efectivo e continuado do Governo português, quer ao nível de incentivos fiscais, quer através de uma diplomacia económica fortemente activa e interventiva", sustenta Reis Campos.

O Presidente da AICCOPN promete, aliás, continuar a reclamar do Governo apoios mais efectivos à internacionalização da construção e garante que esta é uma aposta em que a Associação vai continuar muito empenhada.

É, aliás, no quadro desse investimento da AICCOPN na internacionalização do Sector que se enquadram as recentes visitas à Associação de Delegações da República da Basquíria, pertencente à Federação Russa, e de São Tomé e Príncipe.

Na recepção à Delegação da Basquíria, Reis Campos teve oportunidade de apresentar a AICCOPN e dar a conhecer a realidade do Sector em Portugal, bem como a sua crescente presença em mercados externos, para além de disponibilizar o apoio da Associação para o desenvolvimento de contactos bilaterais entre empresas.

O Presidente da Associação de Construtores da República da Basquíria, deu a conhecer alguns dados daquele mercado, nomeadamente nos domínios da habitação e edifícios públicos, como escolas e hospitais.

Já a visita da Delegação de São Tomé e Príncipe teve um carácter mais institucional, sendo liderada pelo Ministro das Obras Públicas e Infra-estruturas daquele país, Benjamim Vera Cruz, que visitou também o CICCOPN - Centro de Formação Profissional da Indústria da Construção Civil e Obras Públicas do Norte, onde se encontrou com 24 formandos do seu país que ali frequentam cursos técnicos.

O governante são-tomense revelou que o país pretende investir, a curto prazo, aproximadamente mil milhões de dólares em dois portos e um novo aeroporto, tendo manifestado o desejo de contar com os associados da AICCOPN para a modernização de S. Tomé e Príncipe.

O Presidente da AICCOPN concluiu reafirmando o "empenho do Sector da Construção português e muito em particular das empresas suas associadas para contribuir, com a sua experiência e saber, para esse esforço de modernização e desenvolvimento" de países, nos quais há disponibilidade de recursos e se abrem novas oportunidades para o sector. "A AICCOPN, continuará, tal como lhe compete a procurar abrir as portas e a estabelecer os contactos necessários à entrada das empresas portuguesas nesses mercados em expansão".

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter