Comunicação / Notícias (outras)

Infraestrturas na Índia

Sumário Executivo

Apesar do desenvolvimento conseguido pela Índia desde as reformas económicas de 1991 o sector das infraestruturas tem tido e continuará a ter um papel central no crescimento económicos do país. O défice que ainda estrangula a rede de infraestruturas em toda a Índia estima-se que custará 1% a 2% do PIB anualmente: Perante este facto o 12º Plano Quinquenal (2012-17) sublinha a necessidade estratégica do país investir maçicamente neste sector. São os seguintes alguns dos factores chave sobre este sector na Índia:

· O sub-sector dos trasnportes marítimos conta com 187 portos de menor dimensão e 13 portos de grandes dimensões, espalhados por 9 Estados costeiros.

· A rede ferroviária indina estende-se por 64.000 km, fazendo circular diáriamente 12.000 comboios de passageiros 7.000 comboios de mercadorias. A rede comporta 7083 estações serve diáriamente 23 milhões passageiros e 2.65 milhões de toneladas de mercadorias.

· A rede viária indiana é segunda maior do mundo contando cm um total de 4.1 milhões de km quadrados.

A política indiana para os transportes ferroviários (Railway Vision 2020) tem como objectivos melhorar o racio de operações e a rentabilidade deste sector em 75% até 2017. Por outro lado, um aumento de 8-10% está previsto na capacidade operacional dos portos na Índia passandop dos 1.000 de toneladas para 2.000 milhões de toneladas em 2020. (ver anexo)


Também o investimento total durante a vigência do 12º Plano Quinquenal (ver anexos) está estimado em cerca de 167.mil milhões de US$ . Governo central e Estados contribuiram com cerca de 115 mil milhões US$ representando 68% do esforço total enquanto os restantes 33% sairão de fontes privadas de financiamento num valor estimado de 57.000 milhões de US$.

1. Rede Viária (ver anexo)

O Governo da Índia aprovou já projectos para a construção de 7.900 km de auto-estradas. A meta para a construção em 2012-13 de 9.500 km de auto-estradas nacionais foi defenida pelo Primeiro-Ministro da Índia.

O IDE no sector de Abril a Setembro 2012-13 ascendeu a 644 milhões de US$ de acordo com os dados do Governo Indiano.

2. Rede Ferroviária (ver anexo)

Este sector gerou receitas que ascenderam para o período Abril-Setembro de 2012-13 de 10. 7 mil milhões de US$ comparativamente aos cerca de 9 mil milhões auferidos no mesmo período anterior, registando um aumento de cerca de 20% . Enquanto as receitas do frete ferroviário aumentou 24.30% as receitas do trafego de passageiros aumentaram cerca de 11%. O número de passageiros no período de Abril a Setembro de 2012 foi de cerca 4.300 milhões contra 4.100 milhões no período transacto indicando um aumento de 3.7%.

O IDE neste secto de Abril de 2000 a Setembro de 2012 elevou-se a cerca de 248 milhões de US$.

3. Rede Eléctrica (ver anexo1)
(ver anexo 2)

Sendo uma das economias com amior crescimento do mundo as necessidades energéticas e nomeadamente de energia eléctrica da Índia são crescentes. Cerca de 45.000 megawats de potência será o aumenmto de potência instlada que se estima para 2013-14.

Com um potencial hidroélectrico enorme. O 12º Plano Quinquenal (2012-17) estima que o aumento de potência adicional instalada neste sub-sector será de 30.000 MW ( a Índia tem actualmente cerca de 4.4GW de potência instalada e necessitará de cerca de uma potência complementar de 20GW em 2020.

A energia Solar é a mais importante energia renovável na Índia a National Solar Mission cujo objectivo amior é conseguir gerar até 2022, 20.000MW de energia solar, representa uma oportunidade importante para o sector privado e está a gerar um clima de investimento muito propício neste sector.

A potência eléctrica total instalada na Índia er cerca de 200.000MW no final de 2012. Índia deverá converter-se nos próximos anos importante hub industrial e manufactureiro com investimentos em todos segmentos da cadeia de valor. Um aumento da capacidade instalada de energia eléctrica de cwerca de 82GW terá que ser conseguida até 2015. Os investimentos necessários benificiaram de uma forte procura, apoio político e do crescente esforço estratégico que o Governo da Índia fará no desenvolvimento de infra estruturas.

Portos (ver anexo)

4. Desenvolvimento Urbano (ver anexo)

Em 2001 cerca de 286 milhões de pessoas viviam em áreas urbanas na Índia em 2026 espera-se que este valor seja de 534 milhões em 2026. Os niveis actuais de infrestruturas são largamente inadequados a este crescimento. Até 2050 espera-se a população indiana cresça até aos 1,7 mil milhõesde pessoas.

Este movimento é acompanhado por um crescente fractura entre meio rural e urbano nomeadamente no que respeita o rendimento per capita. Em 2025 500.000 milhões de pessoas necessitaram de alojamento em meios urbanos. Estas necessidades são equivalentes às da China América do Norte e Europa no seu conjunto. As necessidades em distribuição tratamento de águas e saneamento são impertativas sem as quais a sustemtabilidade ambiental das novas Metrópoles indianas não será possível.

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter