Comunicação / Notícias (outras)

CONJUNTURA FEPICOP - ABRIL

Registou-se uma quebra de 16% no nível de atividade das empresas da construção ao longo do primeiro trimestre de 2013, após a redução de 22% apurada durante o ano de 2012, de acordo com as respostas dos empresários ao inquérito mensal à atividade. Também o nível das encomendas dirigido às empresas se manteve em queda ao longo do primeiro trimestre de 2013, com o indicador qualitativo que mede a sua evolução a registar um decréscimo homólogo de 46% até março.

Verificou-se uma quebra de 3 mil milhões de euros no montante de crédito bancário concedido às empresas de construção, o qual decresceu dos 22,9 mil milhões de euros concedidos, em média nos últimos 2 anos, para 19,8 mil milhões de euros em janeiro de 2013. Este último dado divulgado pelo Banco de Portugal assume, pela primeira vez, desde dezembro de 2004, um valor inferior a 20 mil milhões de euros e traduz uma variação homóloga de -14%.

Por seu turno, as novas operações de crédito concedido às famílias para aquisição de habitação registou uma queda homóloga de 60% durante 2012, a que se seguiu uma nova redução de 2,6% em janeiro de 2013, afetando negativamente as empresas, por via da procura que lhes é dirigida.

As vendas de cimento reduziram-se, em termos homólogos, 40% durante o primeiro trimestre do ano corrente, período durante o qual as vendas não deverão ter atingido as 600 mil toneladas, o que, constituindo um mínimo histórico, traduz o colapso da atividade da construção.

Como reflexo desta situação tão negativa, o número de desempregados oriundos deste setor e inscritos nos centros de emprego ultrapassava os 111,5 mil em fevereiro de 2013.

Em termos de comparação internacional, as opiniões dos empresários portugueses da construção refletiram, até março de 2013, um nível de confiança muito inferior ao da média dos seus congéneres europeus, apurado pela comissão europeia com base nas opiniões dos empresários europeus da construção (UE 27).

Aceder à conjuntura aqui

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter