Comunicação / Notícias (outras)

Eurostat revela terceira maior quebra do setor em toda UE em maio

A CPCI - Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário, destaca os dados divulgados pelo EUROSTAT, que apresentam Portugal como o terceiro país europeu com maior quebra anual na produção do setor, situação que é agravada pelo facto de, ao contrário do que se passa na restante Europa, se tratar de uma economia que vê esta atividade a regredir há mais de 11 anos consecutivos.

A_Eurostat


De acordo com a nota estatística hoje divulgada, a quebra homóloga de 12,9% é apenas superada pela Polónia (-28,6%) e República Checa (-15,5%), e muito superior aos 5,1% apurados para a Zona Euro.

A Confederação, referindo-se, de igual modo, às previsões apresentadas pelo Banco de Portugal, que antevê o "fecho do ano" com uma recessão de 2%, considera que estes dados demonstram de forma evidente, a necessidade de dar continuidade à implementação urgente das 52 medidas constantes do "Compromisso para a Competitividade Sustentável do Setor da Construção e do Imobiliário", um documento estratégico, cujas bases assentam na Agenda Europa 2020 e nos objetivos que a mesma preconiza - crescimento inteligente, sustentável e inclusivo.

Só desta forma o tecido empresarial daquele que é o maior empregador privado nacional, poderá dar o seu imprescindível contributo para superar a profunda crise que atravessa.

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter