Comunicação / Notícias (outras)

PROGRAMA DE VISTOS GOLD

  • O INVESTIMENTO TOTAL ASCENDE A 1,6 MIL MILHÕES DE EUROS, EM TRÊS ANOS DE VIGÊNCIA DO REGIME - INVESTIMENTO EM IMOBILIÁRIO TOTALIZA 1,4 MIL MILHÕES DE EUROS
  • APESAR DA FORTE RECUPERAÇÃO DO PROGRAMA, VALORES APURADOS DESDE O INÍCIO DO ANO APRESENTAM VARIAÇÃO NEGATIVA DE -53,1%, FACE A 2014

A CPCI - Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário, regista uma evolução extremamente positiva, ao nível do Programa de Vistos Gold, que completa em outubro o seu terceiro ano de existência. O volume total de novo investimento registado situou-se nos 72 milhões de euros, valor que é mais do triplo do montante apurado em setembro, sendo consequência das 119 Autorizações de Residência atribuídas, ou seja, mais 82 que as verificadas no mês anterior.

Foram concedidas 102 novas autorizações a cidadãos oriundos da China, do Brasil e da África do Sul e 17 a cidadãos de outros países, perfazendo um total de 2.621, desde o início deste Programa, sendo que os cidadãos chineses representam 80% do total.

Apesar desta recuperação, em termos homólogos, os 324 milhões de euros captados nos primeiros nove meses do ano, traduzem uma quebra de 53,1% face a 2014. O investimento imobiliário continua a representar a parte mais significativa deste Programa, tendo superado os 1,4 mil milhões de euros captados, ou seja, 90% do total.

Destacando que Portugal tem de competir com outros países que dispõem de regimes similares, como é o caso de Espanha, Grécia ou do Chipre, a CPCI afirma ser imprescindível, não só afirmar no exterior as condições de excelência que o nosso País tem para oferecer, mas, de igual modo, preservar a confiança, fundamental para as decisões de investimento, designadamente garantindo uma resposta atempada, num quadro de estabilidade e rigoroso cumprimento, por parte do Estado, da legislação atualmente em vigor.

05/11/2015

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter