Comunicação / Notícias (outras)

REIS CAMPOS

REELEITO PRESIDENTE DA AICCOPN
REIS CAMPOS REELEITO PRESIDENTE DA AICCOPN

 

AICCOPN elegeu novos órgãos sociais             

 

Na sequência da Assembleia Eleitoral realizada no passado dia 29 de abril, foram eleitos os órgãos sociais da AICCOPN – Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas. Reconhecendo no reforço da representatividade e da adaptação constante e permanente às novas realidades e necessidades do Setor, objetivos para o mandato 2017-2019, a nova Direção liderada por Reis Campos, também Presidente da CPCI – Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário, assume que a retoma do investimento público, a captação do investimento privado e a consolidação do mercado imobiliário, a par do apoio à internacionalização das empresas, como grandes prioridades para o Setor e para o País, que é necessário reafirmar e defender.

Reis Campos parte para este mandato “com a consciência de que o trabalho realizado nos últimos anos, permite encarar o futuro com mais otimismo”, sobretudo tendo em conta que, “para Portugal, à semelhança do que acontece na restante Europa, é imprescindível ter um setor da construção e do imobiliário forte e dinâmico, que possa continuar a ser o grande motor do investimento e, consequentemente, do crescimento económico e do emprego”.

“A AICCOPN assume-se hoje como uma verdadeira «marca» representativa do Setor e das empresas”. Evidenciar as competências dos associados, distinguindo-os de todos os que operam de forma ilegal no mercado é um dos seus objetivos. O «Constru+», o «GPC – Global Portuguese Construction», o «R.U.-I.S. – Reabilitação Inteligente e Sustentável», são exemplos de marcas distintivas com os quais a Direção quer assegurar mais negócio aos associados, potenciar o trabalho em rede e promover, seja no mercado interno, seja no mercado externo, as empresas portuguesas de construção.

No início de um novo ciclo, Reis Campos, reafirma o combate contra o trabalho clandestino, a informalidade e a concorrência desleal, como uma das prioridades mais imediatas, procurando, desta forma assegurar a competitividade das empresas de Construção. “É totalmente inaceitável a subsistência de pessoas individuais e coletivas que se mantêm à margem do mercado e prestam ilegalmente serviços com total impunidade, pelo que iremos trabalhar em conjunto com o IMPIC – Instituto do Mercado dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Construção, no sentido de afastar quem atua à margem do mercado, não cumprindo as regras mais básicas. A Associação não pactuará com a proliferação da concorrência desleal.

 “A caminho dos 125 anos, a AICCOPN continuará a ser uma Associação voltada para o futuro, inovadora na forma como se relaciona com o Associado e na constante otimização dos serviços que lhe presta, assente no princípio de melhoria contínua, assegurando às empresas níveis mais elevados de produtividade e uma maior competitividade. Este é o grande desafio que a AICCOPN tem pela frente”, conclui Reis Campos.

 

06/05/2017

 

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter