Comunicação / Notícias (outras)

REIS CAMPOS MANTÉM-SE NA LIDERANÇA DA AICCOPN
REIS CAMPOS MANTÉM-SE NA LIDERANÇA DA AICCOPN

Na sequência da Assembleia Eleitoral realizada no passado dia 29 de abril, tomaram posse hoje, dia 25 de maio, os novos Órgãos Sociais da AICCOPN, para o triénio 2017/2019.

Reconhecendo no reforço da representatividade e da adaptação constante e permanente às novas realidades e necessidades do Setor, objetivos para o mandato 2017-2019, a nova Direção liderada por Reis Campos, também Presidente da CPCI – Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário, assume que a retoma do investimento público, a captação do investimento privado e a consolidação do mercado imobiliário, a par do apoio à internacionalização das empresas, como grandes prioridades para o Setor e para o País, que é necessário reafirmar e defender.

Reis Campos parte para este mandato “com a consciência de que o trabalho realizado nos últimos anos, permite encarar o futuro com mais otimismo”, sobretudo tendo em conta que, “para Portugal, à semelhança do que acontece na restante Europa, é imprescindível ter um setor da construção e do imobiliário forte e dinâmico, que possa continuar a ser o grande motor do investimento e, consequentemente, do crescimento económico e do emprego”.

“A AICCOPN assume-se hoje como uma verdadeira «marca» representativa do Setor e das empresas”. Evidenciar as competências dos associados, distinguindo-os de todos os que operam de forma ilegal no mercado é um dos seus objetivos. O «Constru+», o «GPC – Global Portuguese Construction», o «R.U.-I.S. – Reabilitação Inteligente e Sustentável», são exemplos de marcas distintivas com os quais a Direção quer assegurar mais negócio aos associados, potenciar o trabalho em rede e promover, seja no mercado interno, seja no mercado externo, as empresas portuguesas de construção.

No início de um novo ciclo, Reis Campos, reafirma o combate contra o trabalho clandestino, a informalidade e a concorrência desleal, como uma das prioridades mais imediatas, procurando, desta forma assegurar a competitividade das empresas de Construção. “É totalmente inaceitável a subsistência de pessoas individuais e coletivas que se mantêm à margem do mercado e prestam ilegalmente serviços com total impunidade, pelo que iremos trabalhar em conjunto com o IMPIC – Instituto do Mercado dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Construção, no sentido de afastar quem atua à margem do mercado, não cumprindo as regras mais básicas. A Associação não pactuará com a proliferação da concorrência desleal.

 “A caminho dos 125 anos, a AICCOPN continuará a ser uma Associação voltada para o futuro, inovadora na forma como se relaciona com o Associado e na constante otimização dos serviços que lhe presta, assente no princípio de melhoria contínua, assegurando às empresas níveis mais elevados de produtividade e uma maior competitividade. Este é o grande desafio que a AICCOPN tem pela frente”, conclui Reis Campos.

 

Consulte aqui a composição dos Órgãos Sociais da AICCOPN.

 

25/05/2017

Partilhar facebook Partilhar google+ Partilhar twitter